*

*
MEUS BLOGS NÃO TEM FINS LUCRATIVOS.

domingo, 13 de abril de 2014

Teu sorriso...Faça de conto



Teu sorriso...Faça de conto

...E você sorria
e a cada sorriso, eu olhava em teu rosto
e me via, eu tinha certeza eu estava lá,
eu sei!..
Eu era uma parte deste teu lindo sorriso.
Quando sentados ali além do horizonte azul
juntinhos bordávamos as letras, tecíamos
as palavras cheias de doce fragrâncias
de amor
As palavras, caíam lentamente sobre a folha de papel
de um azul pálido escolhido por você.
De repente uma chuva fina vem até a janela
parece nos dizer venham.
E caminhamos até a varanda nos sentamos
no chão encostados no sofá.
De mãos dadas observamos a chuva caindo,
as gotículas que param na vidraça nos faz viajar
Por vezes as acompanhamos até elas chegarem na
canaleta e sumirem.
Você apanha uma flor delicada e a joga suavemente
na calçada ficamos acompanhando-a até que
desapareça na esquina.
Olhamos um para o outro e levantamos para
voltar a tecer palavras e bordar as letras para
o próximo poema.
Nos olhamos sorrindo e retornamos a escrever.


___Joe Luigi

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Hoje estou triste



Hoje estou triste

Ah! Que dia este! Este dia meu.
Ontem eu não chorei antes de dormir,
Estava demasiadamente deprimida,
Que nem o choro quis sair.

Porem logo que acordei,
Já comecei a chorar.
E assim se foi o dia,
Lágrimas e lágrimas a pingar.

Briguei muito com meus pensamentos
E pensando sem parar.
Onde é que esta meu amado,
Que de mim não se faz lembrar.

Ah! Como estou triste hoje.
Sinto dor em minha dor,
Dói-me nem poder mendigar
Os teus restos de amor.

Enide Santos

domingo, 6 de abril de 2014

"SIM É AMOR! "





"SIM É AMOR!"

Sim é amor,
ainda assim amor,
o tempo passa
e no meu silêncio
amo a tua voz,
o teu pensamento,
o teu querer,
a tua paixão!

Vivemos
este amor ardente,
com admiração
um pelo outro,
com o desejo
de que o tempo pare
para nós saborearmos
este amor doce,
generoso
e carinhoso;
este amor único!

Ainda assim amor
seguiremos
nossos caminhos,
sempre unidos,
queridos,
como amantes
de uma só vida,
que nos uniu,
sorriu
e nos levará
até sempre,
ao pensamento
do meu e teu poema,
da nossa Vida!

José Manuel Brazão

domingo, 30 de março de 2014

Hoje Sou Invisível*


Hoje Sou Invisível*

Queria tirar do meu coração tudo que me faz mal
Que me tira o sorriso, dando lugar as lagrimas,
Que deixam em meus lábios o amargo gosto de não te ter
Eu queria arrancar isso de mim...

Mas quando em minha inocência tento,
Parte do meu coração também sai,
E dói...
Dói mais que a dor, de você em mim...

Esse sofrer apegou-se a minha alma,
E se pudesse eu apagar o sol com um beijo,
Poderia então, me ver livre desse cárcere de grades imaginaria
No qual cumpro pena por Amar...

Não lhe culpo por não me notar
Pois estou tão perto, que me tornei invisível
Mas digo-lhe: Pior que não enxergar um Amor,
Deve ser, enxergá-lo pela lupa da saudade...

Por: Paulinha & Fulvio Ribeiro

segunda-feira, 24 de março de 2014

Naquele olhar...




Naquele olhar...

Se procuro definir o encanto,
ainda lembro-me tanto
dos segundos de espanto
em que me vi naquele olhar.

Paralisei n‘alguns instantes,
tudo ali ficou distante,
diante do brilho hipnotizante
num azul de invejar...

Como era imenso aquele mar...
Tranqüila em primeira viajem,
naveguei sem hesitar.
Um breve e inesquecível velejar.

Marcas que o tempo de mim
ainda não conseguiu apagar.
Me percebo em puro encanto
quando a saudade vem visitar,

sinto na alma a ânsia de navegar.
Quando noto que apesar do tempo
o coração continua atracado ao peito
esperando pelo dono daquele olhar.

Anna Carvalho

sexta-feira, 21 de março de 2014

Meu Eu, teu socorro....



Meu Eu, teu socorro....

Quisera eu intimidar teu pranto
forrar-te inteiro, buscar-te inverso
cobrir de luz, florir teus cantos
e de sorrisos pôr-te imerso

Transpor tua sombra na alva lua
dar-te o momento não vivido
acender lamparinas em toda rua
ressuscitar teu peito adormecido

Oferecer-te meu olhar compadecido
forjar teu leito, lençol molhado
de rosas brancas, brancos tecidos
entregar-te enfim, meu ninho alado

Perdoes então, ânsia que sustento
de versos velhos e rimas falhas
e eis aqui, minha alma em teu vento
com tuas tristes iniciais cravadas

Aceites enfim, esse amor que socorre
primordial latejo, respiração precisa
alimento teu, impulsão que me move

encontrarás teu destino morando em minha vida...

Ka Santos

segunda-feira, 17 de março de 2014

No mesmo caminho



No mesmo caminho

Ninguém precisa lembrar,
acontece naturalmente,
o coração é um relógio guia,
bate mais forte por você...

Os olhos um farol,
estão sempre a iluminar o caminho,
a me mostrar onde você está...

O amor é um sentimento mágico,
faz contato, envia mensagens,
programa encontros,
torna perceptível mostrando
a onde você está...

O amor se encarrega de fazer tudo acontecer,
como se fosse natural, o nosso destino.
Sempre trilhamos juntos...

Somo tão ligados, como corpo e alma,
a vida nos aproximou, e nada pode desligar.
Vivemos num jardim com diversidades,
num mundo com variedades...
Mais somente eu e você temos a afinidade.

O nosso amor é mais que um encontro casual,
uma paixão, um simples flerte, sexo e prazer,
o nosso amor se fez de historias, de vidas,
de passado, presente e se fará no futuro
com todas suas glorias...

Cláudio Domingos Borges

quinta-feira, 13 de março de 2014

Disfarce de sentimentos


Disfarce de sentimentos

Quando te vejo meu
Coração bate apressado
Mas um amor impossível
Precisa ser sufocado
Disfarço meus pensamentos
Magoando meu coração
Procuro no meu corpo
Forças para conter as lágrimas
Distraiu-me com o tempo
Apego-me com a solidão
Triste...
Ando de um lado para o outro
Impedindo meu desejo de aflorar
Vou para a cama
Fecho meus olhos
Procuro na ilusão
Fazer com você
Tudo que na realidade é impossível
Encosto meu corpo no seu
Protejo-me no seu peito
Sinto seu carinho, seu cheiro
Sinto você...
Mas quando abro os olhos
Encontro-me em lágrimas
E não há mais nada a fazer
Somente chorar
Então eu choro.

Enide Santos