*


MEUS BLOGS NÃO TEM FINS LUCRATIVOS.

domingo, 23 de novembro de 2014

CRONOLOGIA DO TEMPO




CRONOLOGIA DO TEMPO

Ignore a cronologia do tempo
Para não perder o desejo de amar
O coração desconhece medida para o amor
Nele não há calendário... é aleatório sempre!

Não existe mensuração no coração de quem ama
Sou um ser, quase monocular vidrado no amor
Que nunca permite apagar a chama
Que não emudece ante a sinfonia etária

A harmonia contida no viver
Torna-me a mais radiante pessoa
Vivo os momentos eternos e promissores
A dúvida do amanhã, renova o meu agora

Nem sempre sou o que represento
Sou como águia que voa sem medo
Na bagagem trago os segredos
Da vida, a certeza do nada

Diná Fernandes

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Se quiser vir, venha...



Se quiser vir, venha...

Venha docemente
Passeie no meu sorriso
e no meu abraço se aconchegue
Mas não deixe de olhar os meus olhos
porque diz mais que minhas palavras
Venha, não demore, só não venha com pressa
acolhe-se em mim, penetre no meu ser
mas venha com a certeza de ser feliz
Venha com paciência, você terá
que desvendar meus gestos
tenho muitas loucuras 
que esses meus olhos podem esconder
mas eles não cansam de procurar você
Acomoda-se... Sinta-se amado...
Não finjo exageros, só quero a troca do amor
Um dia você saberá ler a minha mente
é fácil, sou cristalina... Você sentirá
com um olhar cada pensamento meu
e se ficar sentirá a minha ousadia
Mas só venha se for verdadeiro...

Elaine Coletti

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Por onde andas... Meu amor perfeito?





Por onde andas... Meu amor perfeito?

Conta-me por onde te escondes...
Sossega a minha amargura 
escreve-me mensagens secretas
mas me fala de ti...
isto me acalma... Massageia a minha alma...

Manda-me sinais através das estrelas,
Que vão iluminar o meu caminho
Para guiar meus passos... 
A beira do mar salgado... 

E eu te ofereço minhas lágrimas...
estou aqui sempre esperando por ti..
.
E vou implorando ao Sol... Que te beije o corpo... 
Entoando em silencio canções de amor das
entranhas do meu peito 
Mesmo que ele me doa dia e noite 
No íntimo oculto da alma... 

Um grito ...
Por onde andas... Meu amor perfeito?

celina vasques

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Bilhete_



Bilhete_

Meu amor, escrevo para dizer-lhe que
As rosas já florescem tímidas, lindas
o inverno já está pálido e sem cor,
já está indo aos poucos embora.
O vento beija a praia, cria ondas leves
que sopram e movem as areias brancas.
Tudo isto me faz lembrar de você.
Quando juntos fazíamos poesias
E cantávamos a beleza do mar.
Nossas caminhadas de mãos dadas
As noites chegando quase sem luar,
aquele escuro gostoso só para nós dois,
apenas as a luzes das velas clareando
a beleza do nosso amor.
Sabe amor,aqui até as flores tem poesias,
tudo se faz magia um convite ao amor.
Imagine só Eu, você, nós.
Então que esta esperando?!
Venha logo meu amor.

___Joe Luigi

domingo, 2 de novembro de 2014

O EU QUE É MEU... O EU QUE É SEU!




O EU QUE É MEU... O EU QUE É SEU!

Dentro de mim existem dois eu; um eu que é meu, um eu que é seu. E esses dois eu... são desiguais, definitivamente: o meu é menos e o seu é mais. Cristalinamente, são dois eu bem diferentes; o meu eu é mais prudente, é razão latente... enquanto o seu - que é meu eu - é imprudente, é amor ardente. Dentro de mim os dois se equilibram... em suave dança, caminham sempre na corda bamba. Mas sem o lado equilibrista o meu eu é egoísta, enquanto o eu (que já é seu)... é puramente - coletivista. Meu eu que é meu é mais quadrado... é mais silente e comportado. E o outro eu, que é só seu, é totalmente despudorado... é mais tesão, é mais calor, bem mais falado. No labirinto, dentro de mim, são eu distintos; mas eu não minto... e murmuro em confidenciar-te. De fato - é a mais pura verdade - o meu eu que é seu tem muito mais saudade, é muito mais alegre... tem muito mais vontades. O meu eu, que é seu, sufoca-me... porque lá no fundo o meu eu que é meu sabe que o seu é cheio de predicados, sabe que junto de ti é cheio de amor, é bem mais amado. O meu eu, que é seu, sufoca-me porque o eu é que meu descobre que está ultrapassado... que fica - por ti - cada dia mais escravo... totalmente enlouquecido, totalmente entregue... totalmente apaixonado!

(Adriano Hungaro)

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Sinta


Sinta

Deita seu sorriso em meu peito
Apenas deite
Pois essas estrelas em forma de borboleta querem pousar

Permita que pouse
Olhe em meus olhos e diga
Não se esconda
Não minta
Apenas sinta

Descubra o amor puro
O qual te ofereço não só por palavras
Não que isso seja uma promessa
Mas apenas o que meu coração quer te dar

E te quero hoje
Amanhã
Sempre

Vou te fazer feliz
Por estar ao seu lado
Por isso não tenha medo
Apenas diga
Não se esconda
Não minta
Apenas sinta

Apenas diga

Deixe o medo de lado
Os pesadelos do passado
Pois os sonhos chegaram
Trazendo na bagagem esperança

Esperança que nunca perdemos
Por saber que o amor pode tudo
Quando reconhecemos que somos pequenos

Por isso peço que olhe aquela pequena nuvem
A qual diz sem dizer por sabe o que veio trazer
E não importa se é pequena
Pois nossos corações também são
E quanto amor cabe na verdadeira paixão

E se choro quando te vejo
Sorrio quando te beijo
É porque não me escondo
Não minto
Apenas digo

Eu sinto.

Autor: Anderson Gouvêa

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Meu amor e a brisa


Meu amor e a brisa

A brisa do vento beija-me o rosto 
nela, o sussurro tem o som tua voz
perturba-me
Tentando decifrar o meu pensamento
por algum momento, chega a me tocar
quebrando a inquietude do momento
invadindo o meu silêncio fazendo me 
lembrar.
O teu jeito, o teu cheiro, os teus beijos
a tua mão suave acariciando o meu rosto 
e você dizendo me amar.
E mesmo distantes nossos corpos se desejam
estendo os meus braços imaginários e te trago
até mim deito-a em meu braço.
Num abraço apertado eu sussurro
Obrigado por existir 
aperto-a mim e começo a falar de amor
E digo-lhe que a amo de forma tão imensa, 
tão intensa que chega doer.
Amo-a como a flor ama o perfume 
que ela própria produz
Como as palavras amam as poesias,
Te amo no amanhecer de cada dia.
Ah, eu te amo mais que muito, 
eu amo te amar.
  ___Joe Luigi

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

INCERTEZA



INCERTEZA

Como não querer...
Se esse amor é tudo.
Fico pensando e não entendo.
Como viver sem você?
Sonhar com essa relação,
Alivia meu coração,
Enche-me de emoção.
Quanto tempo vivo,
Nessa ânsia louca,
Com essa incerteza incontida!
Meus dias de tristeza,
Transformam-se em alegria.
Quando meus olhos,
Cruzam com os seus,
Percebo o desejo de querer.
Meu coração em descompasso,
Insinua que passo a passo.
Sem perder a esperança,
Esse amor quase criança,
Toma forma de futuro.
Por isso meu amor.
Eu juro...
Nessa vida, só penso em você.

Rubens Corazza