*

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Uma noite.......



Uma noite....... 

Uma noite, vais ver...
A tua voz ira perguntar por mim
E um eco
Respondera o meu nome
Que sem tu quereres
Foge-te pela boca

Uma noite, vais ouvir....
Que o silencio
Transforma-se lentamente,
Numa lamina afiada
Que rasga sonhos ilusões
E desconfigura qualquer destino

Uma noite, vais dizer....
Todas as palavras certas,
Escritas nas historias erradas,
Que se cansaram de esperar,
Pela historia,
Que não tinha historia nenhuma

Uma noite, vais sentir...
A magoa assustadora
Que o som dos meus passos,
Em todos os corredores vazios,
Provoca em ti

Uma noite, vais querer...
Que o meu nome
Seja tatuado nas tuas veias
Mas já será tarde,
Pois já não tenho,
Mais nada para dar

Por isso,
Antes que essa noite chegue,
Memoriza-me,
Com os olhos da tua alma
E grava,
As batidas do meu coração,
Para que,
Sempre que queiras,
Me possas reproduzir no futuro
Pois de mim,
E só a saudade que iras ter. 

RP /Rogério Carreira
Lisboa

domingo, 24 de maio de 2015

Lágrimas.



Lágrimas.

No silêncio da Alma,
A incansável busca da compreensão.
Um dilema entre sentimentos,
Que explodem no coração.

O aperto no peito se instala.
Tristeza? Alegria?
Coragem? Covardia?

As palavras tornam-se ausentes.
Lágrimas se fazem presentes.
Deslizam sobre a face,
Nos lábios suavemente, encontram abrigo.

Um grande amor?
Alguém do passado?
Deixado de lado?

Ou um amor presente, e de tão intenso,
Inexplicável é a sensação.
Que lágrimas faz rolar,
Quando ele está no coração,
Invadindo e preenchendo a alma,
Aprendendo a cada vez mais Amar...
Lágrimas! Doces lágrimas.
Que aparecem sem aviso,
Banhando a Alma de emoção.

Entender?
Não!

Apenas sentir, deixar acontecer...
Este momento silencioso – gracioso.
O delicado encontro entre ambos:
Suas lágrimas
Com seus lábios.

Autoria
Gênice Suavi

terça-feira, 19 de maio de 2015

AQUARELA




AQUARELA

Vejo
uma tela
ainda em branco,
nela coloco meus
sentimentos,
retoco o brilho do
meu ser,
tento colorir meu
senso de humor
preencho as lacunas
com minha fé
dissolvo as tintas
e com cores
astrais
pincelo de leve
as dores e cubro
de calor o meu
coração,
com a cor do amor
pinto ares de mulher,
e para ela não se
esconder,
Disfarço minha timidez
com a cor da sabedoria
e tinjo os meus olhos
de cor um pouco mais forte,
chamariz para
contemplação...
e nela viajo,
vejo tudo, profundo,
e apresento
ao mundo a
minha própria criação.

Betânia Uchôa

domingo, 17 de maio de 2015

TUA METADE



TUA METADE

Corro livre ao vento
busco nas vozes do
transcendental as
estórias perdidas no tempo.

Meu nome está escrito
em tua vida
estou instalada em teu coração
sou parte de ti
tua ilusão
e nem sabes quem sou!

Sou a tua saudade
sensação que sentes
nem sabes porquê?

Sou alguma coisa
que procuras nas tuas insonias
e caminhadas
nos teus dias
e noites desesperadamente
e nem sabes o que é!

Sou a tua emoção
a tua alegria
e a tristeza
estou sempre nos teus
pensamentos voando
lépida e solta...

Sou um rasgo de memória
que procuras lembrar de onde?
Sou teu mistério e magia
vivo no silêncio da tua alma
sou a metade real e irresistivel
sou a outra parte de ti!

Celina Vasques

ONDE ESTÁS?



ONDE ESTÁS?

Só o silencio responde com sua voz gritante
Aos apelos de meu coração... Onde estás?

Ilumina com tua luz estrela que brilha no céu...
E que um dia iluminaste a minha vida
Fazendo de minha adolescência um
Mar de rosas... Dias felizes vivi contigo...

Dançamos sem medo e colecionamos
Sonhos e esperanças...
Fiz da minha tristeza lembranças... 
- e caminhei sem ti -
No paradoxo de tua abstrata presença...

A tua essência que jamais
Abandonou-me
Mesmo depois desta tua viagem entre nuvens e brumas...

Ah! Este mar profundo que esconde tantos segredos...
E este céu azul de anil que 
te guarda anjo da minha vida!

E vivo a pensar... Onde estás?
Eu jamais te esqueci!

Celina Vasques

segunda-feira, 11 de maio de 2015

AMOR



AMOR

Quatro letras associadas
que eclodem em felicidade…

Amor foi o que senti
quando te vi…
O olhar … o sorriso … tudo …

Cruzámos o olhar,
jogámos os dados da vida,
e percebemos que o mundo era nosso…

As emoções soltaram-se
na certeza dos sentimentos
e abraçaram-nos…
Aquele abraço reconfortante,
um beijo doce que diz mil palavras em silêncio,
o sangue em chamas …
numa viagem fascinante…
em que nós embarcávamos,
sempre que estávamos juntos.

Sonhos conscientes de mistérios encantados
momentos silenciosos 
que deslizavam suavemente em forma de poesia.

Contigo eu seguia a vida empurrada pela brisa 
da cor da incerteza com sabor a felicidade
e amava-te sem medo …
na melodia natural do tempo.

Amar é sonhar com um amanhã 
florido … perfumado … perfeito!

MARIANA LOUREIRO

sexta-feira, 8 de maio de 2015

MÃE!




MÃE!

Reverenciamos todas as mães em orações...
E a homenageamos em todos os lugares...
Senhora de todos os lares
Por tudo que somam e representam...
Do teu ventre a vida...
Do teu seio o alimento...
A seu faminto rebento...
No teu colo abrigo a todo o momento...
Mãe... sinônimo de amor...
Que sempre busca o melhor...
Mãe ...esposa , amante, amiga, profissional...
Seja o que for. Está sempre ao nosso redor!
E o mundo fica sempre em flor...
Pois pra tudo dá cor e sabor...
Mãe ...Mulher instinto ...Labirinto...
Mulher absinto!
Ah...mulher!
Todo teu ser...
É um constante bem querer...
E em ti está todo o poder!
Coração de mãe...
Genuína doação...
Eis me aqui pedindo sua benção...
Pela sua eterna dedicação...
Aceita aqui os beijos mãe...
Daquela que foi moldada por ti...
E por ti se sente guardada
E eternamente amada...

Carmen Cecília

segunda-feira, 4 de maio de 2015

O AMOR...




O AMOR...


"Não pede troca, nem a ele mesmo.

Está sempre disposto a recomeçar.
É o mais belo dos sentimentos. Sem ele, a vida do ser humano não valeria a pena.

O amor carnal é ilusão. Efêmero!
Ama o ego do outro e não a divindade que está dentro dele.

O verdadeiro amor está sempre pronto a ajudar, se dedicar, agradecer, contribuir, cooperar.

Amor de alma, amor de espírito, um amor elevado...

FELIZ do ser humano que consegue este tipo de amor!"

- Gênice Suavi.Do livro Anjo Aprendiz