domingo, 27 de setembro de 2009

ALGUMA SAUDADE


ALGUMA SAUDADE

Feliz é quando a espera alcança
bonito é onde é o fim da espera
o sonho é quando há esperança
num bem que nunca desespera.
Saudade é a casa da lembrança
de um longo estado de quimera
sonhar-te é andar como criança
no andar sem fim da primavera.
Amar-te é o quando de desejos
o enquanto matas-me de beijos
morrendo em mim tua vontade.
Feliz é o tanto com que te amo
malgrado tudo em meu outono
resta-me um pomo de saudade...

Afonso. Estebanez