sexta-feira, 25 de setembro de 2009

AQUELE OLHAR


AQUELE OLHAR

Esperei a vida inteira por palavras
Sem saber que os olhos podiam falar.
Será que no tempo eu posso voltar?
Ah se eu tivesse notado aquele olhar!
Veria com outros olhos, olhos de quem
Sabe escutar.
Hoje eu escuto ladainhas em forma
De prantos, cada gota de lágrima
São palavras vindas da alma que
Me faz recordar...
Será que no tempo eu posso voltar?
Ah se eu tivesse de novo aquele olhar!
Diria aos seus olhos, todas as poesias
Que os meus chorou ao me emocionar,
Pensando que seus olhos são memórias
De palavras que nunca escutei.

Flávio Cardoso Reis