segunda-feira, 21 de setembro de 2009

DE OLHOS FECHADOS


DE OLHOS FECHADOS

Como eu sei que com você não posso agora estar
Chamei-te em pensamento meu amor
Como num passe de mágica pude te visualizar
E com os olhos fechados sentir o teu calor
Tua presença em mim é tão forte
Que se eu estender os braços poderei te abraçar
Estar contigo assim me faz recordar
De um tempo onde só queríamos nos amar
Gostaria que você também pudesse sentir
Toda a força desse amor que me tira a razão
O que sinto por você é algo que não posso medir
Já que tudo o que vivemos esta dentro do meu coração
De olhos fechados ainda estou com você meu amor
De olhos fechados ainda posso te sentir, te ter.
De olhos fechados vou arrancando toda esta dor
Que tua ausência causou a este saudoso Ser.

 AndréA.A