sexta-feira, 25 de setembro de 2009

EM NOME DO AMOR


EM NOME DO AMOR

Fale coração,
traduza em versos
o sentimento, a alforria da vida
correndo em minhas veias,
despertando minhas telas
em aquarelas, lindas,
como as águas nascidas n?alma!
Todos os dias,
nasço, renasço...
Em nome do vinil,
trazendo da vitrola, a nostalgia
de te ter em meus alvéolos de paixão!
Em nome do sol,
que ilumina tuas pegadas
e deixa tua lágrima, assim, feliz!
Em nome da lua,
transformando tua sombra em luz
e teu olhar num berço de sedução!
Sob as estrelas
encontro-te tatuada em carinho,
mergulhada em lamentos ávidos,
que dançam, cantam a favor
dos abraços, dos beijos,
do amor que transpira desejo
e respira emoção!

Auber Fioravante Júnio