sábado, 10 de outubro de 2009

E A PRIMAVERA CHEGA NOVAMENTE


E A PRIMAVERA CHEGA NOVAMENTE

E o dia nasce no horizonte com um céu azul sonho refletido nas águas que
banham uma ilha com ruas repletas de ipês que florescem roxos, em tons
de rosa e na maioria amarelos.
São dias de sol ameno em que os pássaros saúdam as manhãs e cantam nas
árvores e em cima dos muros presenteando o mundo com suas melodias.
A natureza brota em sua majestosa essência e as flores que nascem chamam
as borboletas que cortam o ar em ziguezague com suas asas de bailarinas.
As joaninhas mais lentas escorregam pelas folhas e o orvalho da manhã
banha docemente a grama verde onde descansam os seres invisíveis aos
nossos olhos tão encantados com as coisas não tão ínfimas.
Nascem margaridas que sorriem com pétalas brancas e enfeitam os jardins
e se desfolham nas mãos de meninas sonhadoras brincando de malmequer.
Irradiam auroras com cores de arco-íris e perfume de jasmim e rosas e a
tarde se demora um pouco mais para dar lugar ao entardecer.
E a natureza refulge em perfeita harmonia e segue seu curso alheia a
vontade do homem que marca no calendário e sonha com os dias de luz que
virão.

Lou Witt