sexta-feira, 2 de outubro de 2009

EM TODO LUGAR


EM TODO LUGAR

Um dia me encantei com um beija-flor.
Havia tanta beleza em seu bailado
que meus olhos, se pudessem, mudariam de cor.
Busquei palavras pra definir aquele momento,
mas só se eu fosse um poeta
ou tivesse o dom de registrar o sentimento.
Outro dia me extasiei com o pôr-do-sol.
Era uma explosão de ouro que inundava o poente
e eu queria captar aquele instante com nuances de arrebol.
Pensei num verso gracioso, estrutura sem defeito,
qual o calor da emoção, jorrando
em comportas duplas,assim, num ângulo perfeito.
E de encanto em encanto fui percebendo
que a beleza e a poesia estão em todo o lugar,
se não as vemos, quando está escurecendo,
é porque não há luz em nosso olhar.

Basilina Pereira