terça-feira, 6 de outubro de 2009

FALAR DE AMOR...


FALAR DE AMOR...

Eu sempre falei de amor
do amor fraternal, do amor amigo
do amor universal
Mas, nunca falei do meu amor...
do amor que sinto ou já senti por alguém
do amor que envolve as coisas do coração
alegria, felicidade, saudade, desejo, ciúme
apreensão, dor, solidão...
Desse amor, eu só falei quando não era o meu
quando era manifestação de outros
tomados das literaturas e outras mídias
que copiei e repassei...
Hoje, uma amiga poetisa despertou-me para isso
disse-me que não precisa ser poeta
para falar de amor...
Uma dúvida tem-me rondado desde então!
Por que não falo desse amor?

Ricardo G Denunes