domingo, 4 de outubro de 2009

MEU SOL AZUL


MEU SOL AZUL

Raramente penso em ti
Chegou a hora do que sempre desejei
ainda tenho tempo - mas é urgente
Bebo à liberdade, ao sonho que sonhei
as taças se quebram com o brinde ?
- E dai ?
fui eu quem quis assim e essa será minha fábula
- contada por mim.
Tudo que antes era absoluto delíro
ficara comigo pra sempre
odiado, amado
e irremediavelmente feliz

Cibele Camargo