sexta-feira, 2 de outubro de 2009

POESIA DA VIDA


POESIA DA VIDA

Sobre as rosas que perfumam meus caminhos
eu declino cores, sons, versos e rimas
que dormitam em gotas de sereno
que as noites ligeiramente frias vem beijar...
Em mim há só amor, inspiração e poesia
embebidas no doce ar que respiro.
Vivo a me embriagar nas sutilezas
como uma folha, apêndice de uma rosa
a completar com encanto sua beleza...
E uma suave canção vive a vibrar
alegre no meu coração...
É aquela canção que ressoa no mesmo refrão:
Que amar nunca foi e jamais será em vão.
Denise Flor