quarta-feira, 28 de outubro de 2009

SONHO DE AMOR


SONHO DE AMOR

Cada caminho que ando
Cada passo que dou
Cada pedra que tropeço
Cada tombo que levo
Cada momento que paro
Todos lembram você
Já caminhamos, andamos
De mãos dadas, passamos,
Por lugares maravilhosos
Chutamos a mesma pedra
Tropeçamos com os mesmos pés
Levantamos a cabeça
Para que ninguém
Notasse nosso tombo
Hoje no volante do carro
Com o barulho do vento
Tento disfarçar as lembranças
Olhando as paisagens
Que passam de pressa
Sobre um cenário
Que já foi retrato nosso
Momentos marcados
Fotografado sobre o por do sol
Jovens namorados
O caminho ainda é o mesmo
Os passos são mais lentos
A pedra ainda no mesmo lugar
O lugar relembra nosso amor
Hoje sei que nenhum de nós
Conseguiu cicatrizar a ferida
Do tombo que machucou
E marcou para sempre
O fim dum sonho de amor...

Ledemir Bertagnoli