terça-feira, 10 de novembro de 2009

CHAMA VIVA DO AMOR...


CHAMA VIVA DO AMOR...

Há dias que a impaciência
Povoa meus pensamentos,
Momentos de tormento
Que cabe parar por aí;
Caminhar de encontro a mim,
Ultrapassar e discernir
O fato, o ato e o foco,
Enforco-me com as
Cordas da liberdade,
Mudo o roteiro
Num ligeiro piscar;
Com anzol da fé pesco
Esperança e paciência
Na incoerência
Que assalta meu íntimo
No intuito de desmoronar os
Anseios e os sonhos;
Empresto do Sol,
Raios de luz que
Reacendem no meu interior a
Chama viva do amor;
Iluminando-me por inteira.

Marisa de Medeiros