quarta-feira, 4 de novembro de 2009

QUE HAJA SEMPRE EM NOSSAS VIDAS


QUE HAJA SEMPRE EM NOSSAS VIDAS

Que haja sempre em nossas vidas:
caminhos, jornadas,
pousadas, árvores frondosas,
estrategicamente colocadas,
à beira da estrada;
esperas, chegadas,
partidas, saudades,
abraços, muitos laços,
espaços, sementes,
cultivos, colheitas,
frutas tenras e muito trigo,
pão de centeio, vinho tinto,
encorpado, maduro e rascante,
se for do gosto uma garrafa
do licoroso e branco,
muitos beijos, carinhos,
afetos completos,
amigos precisos, raízes profundas,
mesa farta e irmãos.

Que haja sempre em nossas vidas:
crisântemos, jasmins,
samambaias preciosas,
violetas e orquídeas, água de cheiro,
segredos, preciosos, sagrados,
chuva miúda, dias tranqüilos,
cheiro de terra molhada, sorriso de criança
e uma boa dose de esperança,
que nos sirva de remédio
pros desencantos da vida
e pros males do coração.

Que haja sempre em nossas vidas:
primaveras e outonos,
verões mais amenos e invernos suaves,
café bem forte ou conhaque,
flambado e ao ponto,
brisa macia, beira de praia,
lua cheia e exibida,
madrugadas, certezas,
e escolhas, muitas escolhas.
E que saibamos fazê-las,
para que possamos almejar
crescimento e compreensão.

NaldoVelho