quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Amor sem fim...


Amor sem fim...

Amor sem fim
Numa linda praia de areias branca
Caminhamos descalços de mãos dadas
Sob o sol quente de verão felizes
Ouvindo o som das ondas do mar .

Ficamos o dia todo assim,
Olhando o mar até o pôr do sol
O mar envaidecido tem ciúmes das ondas
Que molham seu corpo sem censura
O deixando com um leve gosto de sal.

Acaricio seus cabelos com ternura
Pele arrepiada com a brisa do vento
E na areia enluarada, nos amamos
Com as estrelas como testemunha.

E nossos corpos se encaixam tão perfeito
Que parece um grande laço de cetim
O perfeito encaixe, o côncavo e o convexo
Nesse laço de amor sem fim, apenas nós dois.

A natureza coopera com estrelas brilhantes
Que beija nossa pele num beijo suave de luz
Enquanto procuro as mais lindas conchas
Você procura no céu uma estrela cadente

Com um sorriso maroto,
O mar e as ondas testemunham este amor
Ficamos assim, até mais um dia nascer
E começarmos tudo novamente
Numa ciranda de um amor sem fim!

(Joe Luigi)