segunda-feira, 7 de dezembro de 2009


Tolo Coração

Madrugada fria de silêncio e solidão
Entediado vejo que somente me restou
Da juventude de sonhos e ilusão
O triste olhar que me acompanhou.

No coração o amor que doei um dia
Crendo em promessas mentirosas
Sem saber que a felicidade é utopia
E viver não é um eterno mar de rosas.

Coração tolo, romântico e sonhador
Que a luz de um olhar se enternece
Por um belo sorriso é levado pelo amor
E magoas e desilusões logo esquece.

Te carrego no peito e não tem jeito
Mesmo sabendo que jamais irás mudar
Pois para ti o amor sempre é perfeito
E nada existe que o possa superar.

Quando a dor da saudade aparece
Roubando-me a paz o sono e a razão
Logo me pedes com urgência uma prece
Para te serenar, meu tolo coração.

E assim vou vivendo de esperanças
De encontrar o que ele tanto ofereceu
Alguém que esqueça tristes lembranças
E que tenha um coração igual ao meu.

Falcão S.R - RJ