sábado, 23 de janeiro de 2010

LIVRE VOCÊ ME FAZ COMO VENTO


LIVRE VOCÊ ME FAZ COMO VENTO

O sol ainda não levantou
O silêncio também.
A lua cochila entre as nuvens
As estrelas brincam num esconderijo
O mar descansa em seu leito de rede
Só você não dorme nunca, dentro de mim!
Escrevo diante da minha janela
O vento insiste tanto para entrar,
Penso eu será que ele tem algo para mim...
Abro o o deixando entrar...
Bate em meu rosto com carinho deixando
Seu rosto perto do meu
Fecho os olhos e te imagino, te sinto aqui
Junto a mim...
Seu sorriso lindo, suas palavras que soam melodia
Tenho tanta necessidade de aprender, desvendar esse amor
O que ainda não me foi ensinado
Quero ir além do alcance dos meus olhos
Então o vento através das pétalas
Nacaradas que vibram com sua presença
Beijou-me o rosto, invadi meu coração.
Quem é você homem?
Que entrou em minha alma
Que me fez sua fêmea
Mostrando-me um mar sereno
Para dormir e acordar feliz na vida que acontece.

Adriana Leal