segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Minhas rimas


Minhas rimas

Ouço uma voz dentro de mim
que me diz palavras de amor
fazendo rimas...
perfeito sentir me ditando um poema!

Eu o escrevi... mas apaguei
Nos versos perdidos
os sonhos esquecidos
os beijos que não te dei
o momento adiado
dos anos perdidos à tua espera!

As rimas que fiz
não voltei a escrever...
o amor que te dei não tinha fim
era muito além de mim ...era eterno!

E...nos caminhos que percorri
não importa o que vivi já
nem tenho pressa
deixei voar teu desamor
o poema que era pra ti
nunca mais escrevi
só restou a saudade!

celina vasques