quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Quem de vocês


Quem de vocês

Quem me deixou aqui
Por certo não sabia como prosseguir.

Quem me deixou aprisionada
Por certo não sabia de nada.

Quem me deixou aflita
Por certo nada sabia da vida.

Quem me deixou lembranças
Por certo nada sabia de esperança.

Quem me deixou sair
Por certo jamais voltou a sorrir.

Quem me deixou retornar
Por certo jamais voltou a sonhar.

Quem me deixou decidir
Por certo jamais voltou a si.

Quem me deixou sem norte
Por certo conhecia minha sorte.

Quem me deixou sem clemência
Por certo desconhecia minha inocência.

Quem me deixou voar
Por certo conhecia o que era amar.

Carmen Bentes