domingo, 23 de maio de 2010

No meu corpo


No meu corpo
Abrigo um rosto
Em todas as suas nuances.
Abrigo um corpo
Em todas as suas formas
Abrigo olhos que assistem
Toda a minha existencia...

No meu corpo
Abrigo um sentimento
Continuado em toda a minha história
Abrigo um sonho, uma fantasia
Pedaços, partes minha e tua
Uma trajetória, uma alegria...

No meu corpo
Abrigo lembranças,
Nem sempre só alegrias,
Mas se for dor, é passageira,
Abrigo meu ontem, o hoje
E o meu amanhã, sonho e rebeldia...

No meu corpo
Abrigo um amor, música,
E poesia, muita poesia,
Abrigo o brilho da noite,
O dia, uma linda melodia...

No meu corpo
Abrigo o poder da criação
Uma parte de mim em canção,
E uma prece na oração...

No meu corpo
Há um coração
Há o criador,
Há a emoção.

Betânia Uchôa