segunda-feira, 24 de maio de 2010

Um grande amor


Um grande amor

Um grande amor sobrevive ao tempo
Alegra-se com pequenos momentos.
Um grande amor resiste as tempestades
Não vê barreira nas diversidades.

Um grande amor é forte como uma muralha
É frágil como um cristal, leve como palha.
Um grande amor jamais perde a esperança
Não amedronta, mantém a temperança.

Um grande amor sempre vê uma luz no fim
Consegue sentir o perfume que há num jardim
Encanta-se com a folhagem das flores sem flor.

Um grande amor não se atemoriza com a dor
Por sempre se manter confiante e certo de que
Cada instante de sofrimento lhe faz crescer.

Ataíde Lemos