sábado, 26 de junho de 2010

"SAUDADE"


"SAUDADE"

Acho que serão apenas "saudades"; "saudades" que passarão nesse outono gris de um ano muito colorido. Porque hoje, necessariamente, me abstenho de qualquer outro sentimento além dessa dita - "saudade". Na verdade, nem sei dizer se é realmente isso e se isso posso chamar de "saudade"... pois não sofro, não choro, não me frustro e não tenho nada além da vontade incontrolável de querer novamente. Hoje, conversando com os Anjos – disseram-me que "saudade" não existe, que essa palavra é simples invenção dos homens para definir um estado meio indefinível. Disseram-se que, de fato, o que sentimos é falta... é a necessidade de repetirmos no presente (no hoje - no agora) uma sensação do ontem que, possivelmente, não volta. Hoje, cristalinamente, tenho apenas essa vontade que passou ontem. Mas confesso que fiquei meio em dúvida depois de ouvir os Anjos. Não sei se isso se chama "saudade" ou se isso tem outro nome. Sinceramente sei apenas que queria novamente repetir esse estado de espírito que tanto me incomoda; sei apenas que hoje... queria novamente - sem "saudades" - estar contigo!

Adriano Hungaro