segunda-feira, 29 de novembro de 2010

O TEMPO E OS SONHOS!


Os ponteiros do relógio
correm céleres, quais corcéis,
nos dias em que tempestades
violentas assolam a terra!

As horas se sucedem
umas às outras...
Tudo acontece a meu redor,
só você demora e não vem!

Ah! Como ficou distante
aquele tempo tão feliz!
Tempo de trocas, carinhos, afetos
e sonhos de uma vida em comum...

Longe ficou o tempo de quimeras,
planejamentos, devaneios...
Tudo ficou para trás, como os dias,
que tem para separá-los,
uma escura noite no meio!

Ainda te espero... Insone, confiante,
pois creio que um dia virás,
como a primavera, que radiante
retorna, após o rigor invernal!

FatinhaMussato