domingo, 7 de novembro de 2010

SOLIDÃO!


SOLIDÃO!

Sou como a estrela que brilha
na imensidão do firmamento.
Digo, escrevo o que penso
e ainda assim, não sabem quem sou!

Como a estrela no céu,
sou indagada a meu respeito,
mas não compreendem
a minha resposta!

Sou um ser que ama,
que quer ser amada,
que tenta compreender,
e sonha ser compreendida!

Sinto-me só, em meio à multidão,
pois meu mundo íntimo é particular,
indevassado... Só meu, sendo que nele,
não permito invasores, que me roubem a paz!

Sinto-me diferente das outras pessoas,
sinto-me única, especial,
irmã das flores, irmã dos pássaros,
irmã da lua, irmã do sol!

Não compreendem
meu modo de ser...
Assim como não compreendemos
a vida estelar...

Sinto-me única, especial,
amo a todos com igual amor,
amo a vida, amo viver,
mas, às vezes, sinto-me tão comum...

Me desaponto porque espero demais,
não aprendi a amar, sem amor desejar...
Espero ternura, carinho, compreensão,
e encontro dúvida, suspeita...

Sou um ser que se busca e se quer encontrar,
no mundo das artes e no pessoal...
não sei escrever, só sei rabiscar,
penso que amo... Talvez nem saiba amar!

FatinhaMussato