quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

QUE BRILHE A VOSSA LUZ


O amor de Deus rebrilha sobre todos, como
cintilantes raios renovando-nos o espírito eterno.
A vida é dádiva preciosa, gérmen da inocência e
da humildade, portanto, lapidemos este tesouro
como se fosse filigrana de refinados traços, co m a
qual presentearemos o Criador.
Teremos sido luz no caminho de nossos caminhantes,
ou nossos discursos são apenas palavras ao vento?!
Há um fanal para os que têm olhos de ver e ouvidos
de ouvir, lá onde reluz a divindade há um sol perene a
arder, calcinando as dores e purificando a felicidade.
Joguem as sementes, há tantos jardins esquecidos,
abandonados, flores do desprezo esperando as
mãos férteis dos homens consagrados.
Abramos nossos corações à iluminação frutífera, à
claridade que provém do alto, larguemos a sombra
da escravidão que nos impede o crescimento interior,
façamos o aperfeiçoamento do verdadeiro “ser” que o
Grande Pai há muito plantou na Terra.
Qual tem sido o universo que vivemos?!
Qual tem sido a vida que promovemos?!
Qual tem sido o amor que propagamos?!
Sejam tuas mãos lanternas para os oprimidos,
Sejam teus olhos lâmpadas para os ce gos,
Seja o teu coração fogueira para os perdidos,
S eja o teu abraço conforto para os aflitos,
Sejam tuas palavras esperança para os descrentes.
Faça neste mundo agora, hoje e sempre brilhar a Vossa Luz!

Cacau Loureiro