sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Busque-me


Quando o desespero pela minha partida
te consumir,
levando-o a pura exaustão.
Busque-me,
Nas palavras de consolo, quando se sentia
vazio de si mesmo.
Busque-me,
nas risadas espalhadas
pelos cantos da casa.
Busque-me,
nos passeios a mão dadas
Naquelas visitas desnecessárias,
só para te ter ao meu lado...
Busque-me,
nas músicas cantaroladas,
sentados na varanda.
Busque-me,
nas noites de lua cheia,
que nos envolve pela sua beleza.
Busque-me,
no perfume que ficou nas
roupas de cama...
Naquela bagunça organizada,
que tanto reclamava.
Busque-me,
nos cartões postais
das viagens sem a tua presença.
Dos jantares, dos olhares..
Busque-me,
nas suas lembranças,
No teu passado,
o meu passado
e agora,
com mais presença.
Busque-me,
nas minhas lágrimas
que ainda não secaram.

Betânia Uchôa