segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

AMOR, DOCE VENENO!


Das cinzas revoltas do tempo
sua imagem retorna,
trazendo gostosas recordações...
O cheiro bom do seu perfume,
misto de nobre e plebeu...
Traz junto o som de sua voz,
que acalenta meus sonhos!

Saudade... Ah! Saudade,
amargo e doce sentir!
Faz-me chorar...
Faz-me sorrir...
Chorar porque não estás aqui...
Sorrir ao lembrar que aqui
já foi o teu lugar!

Amor, doce veneno!
Mata e faz viver...
Acalma e dá prazer,
Completa, repleta e faz falta!
Só é feliz quem ama
E só sofre quem sabe amar!

Amor... Presente e castigo!
Faz-nos gemer e cantar...
Se não o temos, queremos,
lutamos, buscamos ganhar!

FatinhaMussato