terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

ESTRIBILHO


Para eu me encontrar
eu vou me perder.
O que a gente planta
é o que irá colher.
A pessoa em mim
deixo florescer,
sempre há a semente
de outro amanhecer
Todos têm o seu próprio brilho
dentro desse turbilhão.
Sempre há um novo estribilho
na harmonia da canção.
Para a frente é que se anda.
Para adiante é que se vê.
Pra sonhar é que se vive.
Sempre aposte em você.
Seja simples como o rio,
espontâneo como a flor.
Tudo o que restou do ontem
não é nada-já passou.
Siga o seu próprio caminho
com passos de vencedor.
Não há rosas sem espinhos,
e tudo na vida é amor.

MARILIA ABDUANI