sexta-feira, 15 de julho de 2011

LUA CHEIA























LUA CHEIA

Quando a Lua lá no céu se torna cheia
Um encanto se traduz no seu brilhar
Acende mistérios como o canto das sereias
E faz o poeta te ver no seu olhar

Pedi a Lua para te levar o meu segredo
E no silêncio te contar bem baixinho
Aprenda a conviver com os seus medos
Que nós vamos iluminar o teu caminho

Viver é como a Lua e suas fases
Elas mudam, mas a essência permanece
As raízes que se criam são as bases
E assim a vida sempre acontece

Olhe a Lua e se lembre de mim
Olhe as estrelas que querem te contar
Que nunca ninguém te amou tanto assim
E esse segredo pra sempre vou guardar

Eu, a Lua e cada uma das estrelas
Que brilham quando brilha o seu olhar

Jorge Luiz Vargas