segunda-feira, 11 de julho de 2011

Meu Nome é Saudade























Meu Nome é Saudade

Olá! eu sou a saudade...
que bom poder te encontrar,
quero um pouco da bondade
que existe em teu meigo olhar.

Moro num coração
que bate desesperado,
por ter perdido a razão
querendo estar ao teu lado.

Vivo num vale de lágrimas
que não consigo entender,
tanta emoção que lhe cabe
por não poder te esquecer.

Passo noites em vigília,
tristeza me sufocando,
nunca vi tanta agonia,
no amor que vai te buscando.

Vejo um nostálgico poema nascer
de um coração tão carente,
que luta para não perecer
pensando em ti tão somente.

Ao te ver assim tão bela
posso enfim, compreender,
essa luz que te ilumina
ninguém pode esquecer.

E eu que era saudade
já nem sei mais o que sou...
pois perdi a identidade,
ao conhecer um imenso amor.

*FalcãoSR*