sexta-feira, 18 de novembro de 2011

“Por este amor...”



“Por este amor...”

Por este amor, piso no que o olhar ignora
Abandono o temor na estação passada
Deslembrado no nevoeiro da memória
E posso ver o agora com a fé renovada..

Por este amor, exorcizo os fantasmas
Que obstinados habitam meus cantos
Saro a brecha que faz sangrar a alma
Com o bálsamo dos meus encantos.

Por este amor, faço poesia adocicada
Dessas, que minimizam suas defesas
Porque quero as emoções escancaradas
E alicerçar de vez nossas certezas.

Por este amor, respiro cada segundo.
Tecendo fios, que bordam nosso mundo.

Glória Salles