segunda-feira, 5 de novembro de 2012

AMO VOCÊ

AMO VOCÊ

Continuar...
Recomeçar...

Não é mais cedo!
Nem há seda pra tecer,
Vestir, tirar ou rasgar.

O privilégio é louco,
Só existe se sonhar.

Mesmo no presente,
Estou ausente...
Vê se me entende.

O pensamento é livre,
Em todas as mentes
Nela eu amo você
Tão somente...

Mas...
Afinal, quem é você
Que não me sente?



Ysolda Cabral