quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Amor...



Amor...

A beira do rio...
Havia apenas o som silencioso
Das corredeiras mansas
Seguindo para algum lugar...
Fervilhavam emoções
Em nós.
Cantavam os pássaros
Noturnos... Seria uma
Canção de ninar o amor?
O toque de nossas mãos
Incitavam o caminhar
Na mesma direção.
Há luz no olhar.
Foco a retina e vou... Entro em
Tua alma e aninho
Todos sonhos desejados...
Por entre as folhas caem
Gotinhas de uma neblina fria.
A beira do rio...
Havia apenas eu, você.
E o amor...

Ge Fazio