sábado, 19 de janeiro de 2013

CRONOLOGIA DO TEMPO


CRONOLOGIA DO TEMPO

Ignore a cronologia do tempo
Para não perder o desejo de amar
O coração desconhece medida para o amor
Nele não há calendário... é aleatório sempre!

Não existe mensuração no coração de quem ama
Sou um ser, quase monocular vidrado no amor
Que nunca permite apagar a chama
Que não emudece ante a sinfonia etária

A harmonia contida no viver
Torna-me a mais radiante pessoa
Vivo os momentos eternos e promissores
A dúvida do amanhã, renova o meu agora

Nem sempre sou o que represento
Sou como águia que voa sem medo
Na bagagem trago os segredos
Da vida, a certeza do nada

Diná Fernandes