domingo, 13 de janeiro de 2013

Tarde demais...

Tarde demais...

Enquanto rias eu chorava...
Enquanto bebia em bares eu ia
em busca do que sabia não mais encontrar.
Enquanto tu vinhas eu ia...
Eu cantava tu fingias ouvir
o que não queria escutar.
Não sabias mais se era brisa ou vento
nem eu dos teus pensamentos.
Era hora de parar.

Das sobras
abriram feridas.
Era hora de choramos,
más tudo ficou no passado.
Promessas eternas quebradas ao
som do silencio à partida vi teus olhos
parados...Pedindo-me
para ficar.

Era tarde... tarde demais.
Eu estava ali tão perto e quantas
perdi as contas de abri o coração.
Teu sentimento distante
Ah... Queria ser como antes.
Aproximou-me
de ti uma grande solidão.
Fui embora, faz muito tempo...
Estou só, mas não me sinto sozinha.
E tu ainda me escreves mesmo
não tendo respostas com
tanto ardor e paixão.

É tarde demais.
Muito tarde.

Marisa Torres
©Direitos reservados.