sábado, 11 de maio de 2013

Mãe, nunca serei grande como você


Mãe, nunca serei grande como você

Mamãe! Quantas vezes ergui meus braços
P´ra ficar mais pertinho do seu coração
sentir teu calor e seu cheiro gostoso
de rosas brancas na prima vera
Lembra! minha amada mãe
de quando me defendeu
sem medir conseqüências
tornado-se "leoa" em defesa da prole??
Foi tantas as promessas que te fiz e...quase nenhuma cumpri
mas você! Minha heroína
indo contra o mundo, cumpriu todas
Você! Ser de inteligência suprema
de amor infinito soube me mostrar
o caminho, mesmo indo contra meu querer
Minha linda mãe, se lá no passado
eu pudesse ver o futuro, teria te entendido
não me revoltaria, contra o que eu não via
Olha! Amor da minha vida
no passado prometi te cuidar
quando eu fosse grande e você pequena
Mãezinha minha, hoje já não prometo nada
pois tenho muito p´ra cumprir
e uma delas é te fazer feliz.


Mara Roubert