segunda-feira, 30 de setembro de 2013

O SORRISO DO PALHAÇO



O SORRISO DO PALHAÇO

Sorria, enquanto lhe resta um pouco de alegria
Por momentos assim...tão irreais
Por fantasias e nada mais!
Sorria como sorri o palhaço
No rosto alegria....no peito estilhaço

Tudo é tão passageiro
O amor...o ódio...passam breves e ligeiros
Pois cada dia é menos um
E no final de tudo não restará nenhum

E se a vida não lhe agraciou com nada
Faça como o palhaço...
Pinte sua face com o mais lindo colorido
Pense ser amado
Aproveite o espetáculo
Pois um dia serás esquecido!

Teresa Improta Monnier