domingo, 30 de março de 2014

Hoje Sou Invisível*


Hoje Sou Invisível*

Queria tirar do meu coração tudo que me faz mal
Que me tira o sorriso, dando lugar as lagrimas,
Que deixam em meus lábios o amargo gosto de não te ter
Eu queria arrancar isso de mim...

Mas quando em minha inocência tento,
Parte do meu coração também sai,
E dói...
Dói mais que a dor, de você em mim...

Esse sofrer apegou-se a minha alma,
E se pudesse eu apagar o sol com um beijo,
Poderia então, me ver livre desse cárcere de grades imaginaria
No qual cumpro pena por Amar...

Não lhe culpo por não me notar
Pois estou tão perto, que me tornei invisível
Mas digo-lhe: Pior que não enxergar um Amor,
Deve ser, enxergá-lo pela lupa da saudade...

Por: Paulinha & Fulvio Ribeiro