quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

ADORMECI COM AS ESTRELAS






ADORMECI COM AS ESTRELAS

adormeci, com as estrelas, mas sem olhar p'ra elas,
porque não disseste uma palavra, meu amor...
se é por ti que vivo, que respiro, de nada me serve o brilho das estrelas,
não o consigo ver, nem sentir, é incolor...


adormeci sem o colo das tuas mãos,
adormeci pelo cansaço da espera, não por sono, nem por dor,

e preciso da palavra, meu amor,
para não morrer de frio, p'ra não ser este vazio,
que inunda a minha alma de promessas já sem cor,
neste gelo, indolor...

apenas uma palavra, meu amor, 
ou um gesto, ou um olhar,
que me deixe adormecer, sem o meu peito a tremer,
com medo de te perder, não te ver, ao acordar ...

apenas uma palavra, meu amor 
ou um gesto, ou um olhar,
que me deixe acreditar,
que é verdade o teu amor, que espera o meu,
sem esperar...

à espera de te encontrar...

adormeci no meio das estrelas, sem vê-las,
no meu olhar...

rosamar/ Rosa Martins